Toscano Brasil

Roteiros Personalizados para quem viaja com Essência e Estilo

Browsing Tag:

Itália

Você é fã de Game of Thrones?

Se você é fã de Games of Thrones precisa dar um voltinha pelos fabulosos países onde são gravadas as cenas desta espetacular série, e se encantar com as belas paisagens que vem conquistando os viajantes do mundo inteiro

E nós da Toscano Brasil podemos elaborar o roteiro personalizado e com estilo para você conhecer os lugares paradisíacos onde são gravadas as cenas desta extraordinária série!

Inspirada nos livros de George R.R. Martin, a série Game of Thrones, atingiu recordes de audiência no canal HBO com mais de 13 milhões de espectadores.
A guerra pelo Trono de Ferro entre dinastias da imaginária terra de Westeros, retratada na série tornou-se um sucesso graças às intrigas, cenas de sexo e paisagens sobrenaturais.

game-of-thrones-1

Engana-se quem pensa que a série está sendo gravada em apenas um local, países como Itália, Escócia,Irlanda do Norte, Croácia, Malta, Marrocos e Islândia estão servindo de cenário para trama. Alguns são Patrimônio da Humanidade da Unesco.
King’s Landing, a “capital dos Sete Reinos”, pode até ser uma cidade fictícia, mas os fãs da série já podem caminhar por suas ruas e muralhas sem precisar ir até o reino imaginário de Westeros. Tanto na cidade de Dubrovnik, no litoral da Croácia, como em Belfast, na capital da Irlanda do Norte.

game-of-thrones-2

Neste post vamos falar um pouco da épica Croácia.

A Croácia é praticamente a locação oficial da fictícia King’s Landing, a capital dos Sete Reinos, uma das cidades mais importantes da história. Tanto Dubrovnik como Split, serviram de cenário para a saga. Além da Ilha Lokrum que na série é a cidade de Qarth. Em Split foram gravadas várias cenas no Palácio Dioclesiano, na Fortaleza Klis e no moinho no Rio Zrnovnica.
As muralhas de Dubrovnik serviram de cenário para algumas das cenas da Batalha de Blackwater. O “Castelo de Joffrey”, (Fortaleza Vermelha) na verdade é o Forte Lovrijenac, do século XI que fica nos arredores Dubrovnik.

game-of-thrones-4

 

game-of-thrones-5

 

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

 

game-of-thrones-3

 

Açores - Portugal - Ilhas Paradisíacas - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

 

game-of-thrones-6

 

Dubrovnik

É sem dúvida a cidade mais bonita da Croácia: forrada de mármore, brilha sob a luz do Sol! E sem dúvida a cidade mais visitada pelos turistas,apesar de que boa parte seja apenas numa rápida visita a partir dos vários navios que atracam por ali diariamente. Mas a cidade é tão encantadora, tão mágica e tão rica historicamente, que merece mais tempo.

Dubrovnik é uma página viva da história e a céu aberto. Fundada no século VII, tornou-se uma das primeiras repúblicas do mundo (ainda no século XIV) e rival marítima de Veneza sob o nome de Ragusa. No século XIX, ficou sob o domínio de Napoleão e, mais tarde, já nos anos 90, protagonizou cenas tristes ao sofrer grandes bombardeios na Guerra Civil Iugoslávia.

A Velha Dubrovnik é uma cidade medieval amuralhada, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. É no cenário formado por suas ruas e casas de pedra que acontece todo o burburinho da cidade. São dezenas de lojas, restaurantes, bares, além de museus e igrejas.

Num roteiro a pé no centro da cidade é possível conhecer as muralhas e a Fortaleza de Lovrijenac, onde diversas cenas e batalhas são ambientadas.O ingresso custa 100Kn, mas se você pretende visitar alguns museus também, vale comprar o Dubrovnik Card. Ele sai por pouco mais que esse valor e dá direito a oito atrações, além de transporte público ilimitado. Há opções de 1, 3 e 7 dias. Vale dar uma pesquisada. Nós podemos pesquisar para você e verificar o que melhor atende a sua necessidade.

Na série a Fortaleza Vermelha é o coração de Porto Real, mas na verdade é Fortaleza de Lovrijenac, erguida em uma rocha com mais de 30 metros de altura que fica nos arredores de Dubrovnik. A cidade também abriga a misteriosa Casa dos Imortais, que na vida real é a Torre Minceta.

Suíça - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Fortaleza de Lovrijenac

Chegando a entrada principal após subir as ingrimes escadarias que te levam até a fortaleza você encontrará os seguintes dizeres: “Non bene pro toto libertas venditur auro” que significa “Todo o ouro do mundo não pode comprar a liberdade”. O povo de Dubrovnik viveu em contante luta séculos atrás, principalmente contras seus principais rivais, os venezianos. Dizem que a Fortaleza foi construída em 3 meses para impedir que seus rivais construíssem outra no mesmo local.

A fortaleza tem formato triangulas, para acompanhar o formato da pedra que serviu de base para sua construção. As paredes que dão para o mar tem 12 metros de espessura enquanto que as que dão para a cidade, apenas 60 cm. Isso foi proposital e facilitaria um contra-ataque vindo da cidade caso a fortaleza fosse tomada.

O ingresso para a muralha da o direito a conhecer a Fortaleza de Lovrijenac

A fortaleza não é muito grande e explorar seu interior é bastante simples, então aproveite para curtir cada detalhe e admirar a linda paisagem que se tem no topo da fortaleza.

 

Lokrum Island, Croácia

A Ilha de Lokrum, que faz parte de Dubrovnik, foi o local das filmagens da fictícia cidade de Qarth.

Visível de muitos pontos de Dubrovnik, Lokrum fica a menos de cinco quilômetros de distância do Centro Histórico. Mesmo não sendo a mais bela das ilhas croatas, é um passeio “al mare” extremamente conveniente, barato e agradável. Com um serviço regular de barcos partindo do porto na cidade antiga, a viagem de menos de 15 minutos é rápida e permite escapulir um pouco da multidão de turistas.

Apesar da quantidade de turistas ter aumentado muito devido a série, o ambiente com aparência de inexplorado continua, possivelmente pelo fato de não ter moradores nem hotéis – todos precisam deixá-la até o escurecer. A Ilha de Lokrum é uma reserva natural protegida pela UNESCO, portanto, ainda possível se “perder” um pouco em uma caminhada.

Com vegetação abundante, a ilha além de oferecer bons locais para banhos de mar, tendo inclusive uma praia para nudistas, abriga um Jardim Botânico um tanto descuidado, porém com grande variedade de espécies tropicais e subtropicais, o “Mar Morto” (Mrtvo more) – um lindo lago de água salgada, as ruínas de um antigo mosteiro beneditino, onde fica o restaurante, o Forte Royale, construído pelos franceses na parte mais alta além de muitas trilhas

A história de Lokrum, que passou por vários “donos” é curiosa e cheia de lendas. É dito que serviu de abrigo de uma tempestade para Ricardo Coração de Leão voltando de uma Cruzada. Consta que quando expulsos pelos franceses, os monges lançaram uma terrível maldição sobre quem ocupasse a ilha. Seus únicos habitantes atuais, os pavões, foram trazidos por um antigo proprietário, o austríaco Maximiliano de Habsburgo.

Lokrum é uma ótima opção de passeio descomplicado e barato para quem está em Dubrovnik. Os barcos partem do porto na cidade antiga e as passagens de ida e volta, compradas nos pequenos estandes na beira do píer custam em “kunas” o equivalente a 10 euros. Durante o verão as saídas com destino à pequena baía de Portoc acontecem a cada 15 minutos. Nos outros meses, os intervalos são maiores. Uma sugestão de horário de visita é embarcar depois do almoço com tempo suficiente para explorar a ilha. O retorno ao porto antigo na hora do por do sol é algo que não tem preço.

Em Split foram gravadas várias cenas no Palácio Dioclesiano, na Fortaleza Klis e no moinho no Rio Zrnovnica.

Split é uma cidade que fica bem no centro da faixa litorânea da Croácia. Bem em frente dela, olhando para o mar Adriático, dezenas (senão centenas) de ilhas paradisíacas estão disponíveis:Hvar, Vis, Brac e Korcula são as mais famosas, mas não as únicas.

E é com esta intenção que muita gente vem até aqui: só para pegar um ferry em direção a outro destino mais importante. Cruzeiros também têm passagem obrigatória. E a Itália, bem, fica logo ali do lado, e se comunica através de rotas marítimas com o país através do porto de Split.

No passado recente (século XV-XVI), Veneza era dona desses mares e impôs sua cultura e arquitetura sobre os lugares que eram do seu domínio. Resultado: os vilarejos e cidades com ares “italianos”

Claro que isso não significa que a cidade toda é bonitinha e antiga. Esse charme se resume apenas à Cidade Antiga (Old Town), onde estão as ruínas históricas e o patrimônio da humanidade pela UNESCO – o Palácio de Diocleciano, um imperador romano nativo de lá.

Tudo está restaurado e bem cuidado, recheados de restaurantes, lojas e lugares simpáticos para passear: de dia ou de noite.

Palácio de Diocleciano – o melhor do turismo em Split

Prepare-se. Você e toda a torcida do Flamengo vão querer visitar o mesmo lugar. No verão, o estacionamento mais próximo estará sempre lotado. E do lado de fora, centenas de ambulantes terceiro-mundistas estarão loucos para te vender algum falsificado por uma pechincha.

A Croácia é europeia, mas ainda não é primeiro mundo assim, de verdade. Mas depois de entrar do lado de dentro das muralhas, prepare-se para uma viagem no tempo. Lá fora fica a muvuca urbana, as buzinas, o trânsito. Do lado de dentro, o Palácio é um lugar lindo, mágico. E é tão grande que é praticamente um bairro!

A incorporação da arquitetura dos tempos do império romano pela Igreja durante a idade média fez com que as coisas permanecessem de pé. Enquanto os palácios do Palatino – lá em Roma estão destruídos e acabados, aqui dá para ter melhor noção da grandiosidade de algo que sobrevive há quase 2.000 anos!

As ruínas de Split são os restos de um palácio que o imperador romano Diocleciano mandou construir em sua cidade natal. Isso mesmo: um “croata” já foi líder do Império Romano. É que naquela época eram bem diferentes das de hoje.

E já que você esta na Croácia precisa conhecer Zagreb

 

Mas o que fazer em Zagreb? A capital de pouco mais de 800 mil habitantes ainda tem aquele clima esperado por quem visita o Leste Europeu, com prédios históricos, igrejas, ruelas e monumentos. Junto da rica história, some excelentes e modernos cafés, bares, restaurantes e lojinhas. Um prato cheio pra ser descoberto mesmo que em pouco tempo.

Só por curiosidade, a cidade tornou-se capital da Croácia apenas em 1991, já que nos tempos de Iugoslávia a capital era Belgrado (Sérvia).

O centro histórico, onde estão as principais atrações, é dividido em duas partes, chamadas de Cidade Alta e Cidade Baixa. Dá pra percorrê-las a pé ou, caso prefira, de tram, os bondes elétricos que circulam por todos os cantos.

 

Igreja de São Marcos

O telhado colorido dessa igreja é um dos símbolos da Croácia. A visitação é permitida em alguns horários de acordo com as missas. Perto dali fica o curioso Museu das Relações Cortadas e oMuseu de Arte Naïv.

 

TORRE LOTRŠČAK

Essa torre medieval tem não apenas uma das vistas mais lindas de Zagreb do alto dos seus mais de 300 degraus como uma tradição curiosa pouco falada nos guias de viagem. Chegue sempre pouco antes do meio dia para assistir ao canhão que desde o século XIX anuncia a hora aos moradores da cidade. No momento da “explosão” eu estava no alto da torre e o susto foi grande. Acho de baixo, da rua, seja mais interessante ver o estouro (veja no vídeo abaixo). O ingresso custa 20Kn. O acesso pode ser feito pela Igreja de São Marcos, ou por um funicular que liga a Cidade Baixa à Alta desde o fim do século XVII.

 

PRAÇA KAPTOL

Essa famosa praça sedia a Catedral da Assunção da Virgem Maria, de 1899, com suas torres que podem ser vistas de praticamente qualquer lugar. No interior ainda há resquícios da igreja medieval que ocupava o espaço até um forte terremoto ter destruído praticamente tudo no século XVII.

RUA TKALČIĆEVA

Essa charmosa ruela é dominada por bares, cafés e restaurantes com mesas ao ar livre. Fica bem animada nos dias de sol, principalmente nos fins de semana, além de ser um dos melhores points da noite de Zagreb também. Gostamos muito do bar Medvedgrad, com pratos a partir de 50Kn e cerveja artesanal.

 

CIDADE BAIXA

TRG JOSIPA JELAČIĆ

Essa praça é o coração de Zagreb, cerca de bares, restaurantes e grandes lojas de departamento.

 

MERCADO DOLAC
Há quase um século, esse espaço perto da praça Josipa Jelačića vende frutas, embutidos, laticínios e artesanato. É um bom local pra provar a culinária croata. Na parte mais baixa, perto da praça, as flores são a atração.

 

PARQUE ZRINJEVAC

Seguindo pela Rua Zrinjevac a partir da praça principal, chega-se ao parques Zrinjevac, uma grande área verde que se estende quase até a estação de trem da capital. Nos arredores ficam importantes prédios, como o Museu de Arqueologia e a Suprema Corte. No centro do parque fica a Academia Croata de Ciências e Arte.

 

PARQUE KRALJA TOMISLAVA

Caminhando mais uma quadra ainda em sentido da estação, chega-se ao Parque Kralja Tomislava, outra bonita área verde. No centro do gramado fica bonito prédio do Pavilhão de Arte. O entorno desse parque é bem movimentado, principalmente por conta da Estação de Trem de Zagreb e do grande número de trams que passa por ali.

 

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo  !!!

 

Capadócia - Istambul - Constantinopla - Turquia - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

POR QUE TOSCANO BRASIL? SAIBA MAIS

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Morei em Milano (Lombardia), mas minha paixão migrou para a Toscana. Temos um sponsor/partner e future trading partner: ERBARIO TOSCANO.

Erbario Toscano

Futuramente (quem sabe ASAP), teremos os produtos com nossa representação aqui no Brasil. Quando falo que minha paixão migrou para a Toscana estou me referindo a Medieval LUCCA.

Sou Ítalo-Brasiliano, amo os dois países, então juntamos os nomes da região onde pretendo viver daqui a uns poucos anos.

A ideia não é falar de mim e sim da TOSCANO BRASIL!!! E da Toscana. E seria uma bíblia imensa falar de toda a TOSCANA, por isso vamos focar em Lucca e Firenze.

LUCCA

Lucca é uma cidade italiana com aproximadamente 90.000 habitantes, capital da homônima província de Toscana. Fundada como um assentamento da Ligúria segundo alguns historiadores, enquanto outros acreditam que ele é de origem etrusca, e desenvolveu-se como uma cidade romana em 180 aC, contém muitas das características típicas dos tempos antigos. Na Época romana é também a primeira muralhas da cidade, à qual se juntava uma área quadrada na qual, durante o decorrer dos séculos, formaram o centro do poder político e religioso. E ainda tem o seu mais famoso filho, o músico: Giacomo Puccini (homenageado com uma bela estátua, na Piazza Cittadella).

Piazza Cittadella - Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca é uma das principais cidades de arte da Itália, famosa mesmo além das fronteiras nacionais, principalmente por suas muralhas intactas do século XV-XVII, que descreve um perímetro de 4223 m em torno do núcleo histórico da cidade e é uma das quatro capitais das províncias italianas que possuem uma muralha renascentista intacta, junto com Ferrara, Grosseto, Siena e Bergamo. Na segunda metade do século XIX, tornou-se um agradável passeio a pé ou de bicicleta, e ainda é um a mais bem preservada da Europa, usada em séculos passados para fins defensivos (Note-se que até os anos 900, foram utilizadas a muralha – graças ao tamanho considerável da estrada – como um anel viário verdadeiro para o tráfego, muito pesado, em torno da cidade, o único exemplo no mundo das paredes deste tamanho e com este uso).

Como consequência, o centro histórico da cidade permaneceu quase intacto em sua aparência original, portanto, pode incluir uma variedade de méritos arquitetônicos, como as inúmeras igrejas medievais de grande riqueza arquitetônica (Lucca foi mesmo apelidada de “cidade das 100 igrejas,” pela presença de numerosas igrejas na cidade velha da cidade), e campanários, palácios renascentistas e monumentos de estilo de excelente linearidade.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A cidade também possui belos espaços urbanos: a mais famosa é certamente a Piazza dell’Anfiteatro, construída sobre as ruínas do anfiteatro romano pelo arquitecto Lorenzo Nottolini e com arquitectura única.

Rua principal da cidade histórica é a estreita rua medieval Via Fillungo, que reúne as maiores lojas da cidade.

Outros locais também sugestivos são Piazza San Michele, o centro histórico da cidade e Piazza San Martino, centro religioso, onde há o famoso Duomo di San Martino.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Só por causa de sua imensa riqueza e monumentos históricos foi recentemente proposto que o centro histórico de Lucca conste da lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A configuração atual dos muros de Lucca inclui a presença de seis portões que permitem a entrada da cidade. As portas do norte e no sentido horário, são as seguintes:

– Porta de Santa Maria (1592), que se abre para a Piazza Santa Maria

– Porta San Jacopo ala Tomba (1930), a porta mais recentemente, com a frente Piazza IV Novembre

– Porta Elisa (1811), atravessada pela Via Elisa, dedicada a Elisa Baiocchi

– Porta San Pietro (1565), em direcção à estação de trem

– Porta Sant’Anna, que abre para Piazzale Verdi

– Porta San Donato, perto da Praça San Donato

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

FIRENZE

Firenze (em português Florença) é a capital da Toscana e é considerada uma das cidades mais importantes do mundo por causa da sua beleza e de seus imponentes monumentos.

Roteiros Personalizados para quem viaja com essência e estilo

A Itália é belíssima, existem milhares de monumentos, igrejas, museus… mas sentar na frente da igreja central de Firenze é de encher os olhos de lágrimas tamanha sua beleza e riqueza de detalhes.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

CAMINHAR DO DUOMO ATÉ A PIAZZA DELLA SIGNORIA

Depois de recuperar o fôlego em frente ao Duomo, pegue à direita na Via dei Calzaioli, andando devagar, sem nenhuma pressa.

Continuando sempre na mesma rua, logo voce chegará naquela que é considerada a principal praça de Firenze: Piazza della Signoria.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Nesta praça é possível admirar grandes obras artísticas, como a réplica do famoso David de Michelangelo (o original está no Museu dell’Accademia), a Fontana de Nettuno, além do prédio da prefeitura de Firenze, conhecida como Palazzo Vecchio.

ATRAVESSAR A PONTE VECCHIO

Construída no I século antes de Cristo, reza a lenda que durante a 2ª guerra quando os alemães já haviam perdido a guerra e destruíam tudo aquilo que podiam, ao ver a beleza desta ponte não tiveram coragem de destruí-la. Repleta de joalherias e ourives é a mais bela ponte sobre o rio Arno, atravessá-la é um privilégio de poucos, portanto não deixem de visitá-la. É quase a 25 de Março deles (para quem conhece a famosa rua de comércio em SP).

Ponte Vecchio - Firenze - Florença - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

SUBIR NO PIAZZALE MICHELANGELO E OBSERVAR FIRENZE DO ALTO

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

SAIR PERAMBULANDO A NOITE PELAS RUAS DO CENTRO HISTÓRICO

Seja com os amigos, seja com a pessoa amada, Firenze à noite é màgica! A dica é fazer o mesmo percurso que você fez durante o dia, aproveitando a iluminação noturna dos monumentos.

COMER A FAMOSA “BISTECCA ALLA FIORENTINA”

Não existe nada mais tradicional do que a Bistecca alla Fiorentina: um verdadeiro ‘naco’ de bife que pesa algo entre 600 e 800 gramas de carne.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

ENTRAR NA CASA DE DANTE ALIGHIERI

Dante foi o maior poeta de todos os tempos, principalmente pela obra A Divina Comédia. E muitos não sabem mas, ele era fiorentino da gema (embora a história mostre que ele foi expulso de Firenze e nunca mais voltou em vida). E é possivel visitar sua casa, que virou o Museo Casa di Dante. O ingresso custa 4 euros e é possível contemplar diversas obras do poeta, incluindo alguns trechos da Divina Comédia.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

E ainda tem a Igreja onde teoricamente está enterrada o grande amor de Dante: Beatrice.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A igrejinha de Santa Margherita era uma das menores e mais pobres igrejas do centro histórico de Firenze. A sua fama deriva do fato de ser a testemunha e a causa indireta do grande amor que nasceu no famoso poeta fiorentino Dante pela bela “Beatrice”.

Beatrice Portinari toda manhã saia da sua casa e ia até a pequena Igreja de Santa Margherita a rezar, acompanhada pela sua mãe Cecilia Caponsacchi.

Dante Alighieri, toda manhã, no mesmo horário, ia na mesma igrejinha e se apoiava na esquina do outro lado da estrada, para observar, escondido, a bela Beatrice pela qual acabou se apaixonando.

Poucas pessoas sabem, que naquela época, Dante e Beatrice eram apenas crianças e que o grande amor do poeta foi sempre puro e platônico.

Hoje, na pequena igreja de Santa Margherita, repousa os restos mortais de Folco Portinari, pai da bela Beatrice Portinari e da sua babá Monna Tessa.

Não se sabe ao certo se Beatrice foi sepultada na Igreja de Santa Margherita, mas também ninguém desmente. Existe uma lápide dizendo que sim, mas… Como Beatrice era casada com um membro da família Bardi, existe a possibilidade dela ter sido sepultada na Basílica de Santa Croce em Florença.

CONHECER O PALAZZO PITTI E SEUS MAGNÍFICOS JARDINS

Logo depois de atravessar o rio Arno, através da Ponte Vecchio, encontra-se o Palazzo Pitti, a maior residência de Firenze e também a mais majestosa. Composta de centenas de quartos e salas, hospeda também vários museus, e o maravilhoso Giardino di Boboli, verdadeira obra prima que reúne em seus diversos jardins várias esculturas e fontes nos seus mais de 45.000 metros quadrados.

Pallazzo Pitti - Firenze - Florença - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Florianópolis - Floripa - Santa Catarina - - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

ENTRAR EM QUALQUER UM DOS MUSEUS FIORENTINOS

Não importa se você gosta ou não de museus, em Firenze respira-se arte. Basta entrar no site oficial dos Museus Fiorentinos e escolher o seu. Na Accademia é possível visitar o verdadeiro Davi de Michelangelo, no Uffizi tem a famosa Venus e a Primavera (ambos de Sandro Botticelli), e assim por diante. Opção é que não falta!!!

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Hotéis em Florença

“Em Florença só tem edifícios antigos.”

É verdade que as cidades italianas são extremamente protetoras com o patrimônio histórico e, por consequência, sobra pouco espaço para novas construções. Mas por sorte, em Florença há sim modernidade podemos citar alguns (poucos) exemplos: Le Murate, Centro Comercial de Novoli, Palazzo del Tribunale di Giustizia, Opera Firenze, Igreja de São João Batista e Complexo Residencial CasaClima A.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Acredita que estes edifícios estão em Firenze?

“Em Florença só tem Renascimento.”

Sabia que no século XIV Florença era a terceira maior cidade da Europa? Sabia que a sua moeda de então, o fiorino d’oro, era considerado como o dólar de hoje? Se Florença pôde se tornar o “berço do Renascimento”, foi graças à sua prosperidade em época medieval! Basta pensar nos edifícios construídos nesta época e que são as principais metas turísticas da cidade: Duomo di Santa Maria del Fiore, Igreja de Santa Croce, Palazzo Vecchio, Igreja de Santa Maria Novella…

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Mas se o que você quer ver é arte moderna e contemporânea, opção é que não falta: no último andar do Palazzo Pitti tem o Galleria di Arte Moderna com obras de 1700 a 1900; Na Piazza di Santa Maria Novella foi inaugurado em 2014 o Museo del 900′ com obras de 1800 e 1900; OPalazzo Strozzi e o Museo Salvatore Ferragamo costumam hospedar mostras temporárias de arte moderna; No Palazzo Medici-Riccardi, além do acervo permanente, também organizam mostras temporárias de arte contemporânea e fotografia.

Outro detalhe: O primeiro banco do mundo foi fundado na Toscana!!!!

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O Monte dei Paschi di Siena é o banco mais antigo do mundo em funcionamento até hoje!

Fundado em 1472 pelos magistrados da República de Siena como um fundo de caridade. Seu nome inicial era Monte Pio, chamado Monte dei Paschi somente à partir de 1624 pois a renda das terras (pastos = paschi) eram usadas como garantia dos empréstimos agrários.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O ourives é a figura mais remota do que hoje conhecemos por banqueiro. O ouro era a única moeda de câmbio e eles ofereciam segurança para guardar a fortuna dos nobres. Durante a Idade Média surgiu o que hoje conhecemos como cheque. Uma solução segura para transportar dinheiro durante as viagens comerciais pela Europa. O primeiro banco como conhecemos hoje só surgiu no Renascimento, em Gênova: o Banco de San Giorgio, fundado em 1406.

PAI DA PÁTRIA

Cosimo ganhou esse título pela grande influência política e cultural que exercia em Florença.

O discreto Giovanni di Bicci de Medici nasceu numa família modesta em Florença, muito cedo ficou órfão de pai e com uma pequena herança, compartilhada com cinco irmãos, fundou a poderosa e famosa dinastia Medici – família de banqueiros que viveu o seu apogeu e queda durante o século XV, na cidade italiana banhada pelo rio Arno. Pouco afeito à política, Giovanni passava os dias ensimesmado, conferindo os seus livros-caixa e preocupado com lucros e mais lucros – chegou a ter mais de 20 bancos espalhados pela Europa. A trajetória dessa família, de seu poder econômico e de sua influência na promoção da arte é contada pelo escritor britânico Tim Parks no livro O banco Medici.

Giovanni Medici já possuía uma respeitável fortuna em 1410 e era uma personalidade influente. Foi nesse momento de sua vida, raro momento de desvio de atenção de seus negócios, que ele se voltou ao cenário internacional. O motivo era importante e havia rentáveis favores a colher: o mundo vivia a expectativa do retorno do papado à Roma, depois do Grande Cisma, ocorrido na Igreja Católica, e Medici apostou que o novo papa seria um italiano, o que de fato se consumou. Em troca de seu apoio, as instituições religiosas de Roma e outras autoridades da Igreja passaram a fazer vista grossa para a usura (assim era chamado o empréstimo feito mediante cobrança de juros) e também passaram a utilizar os seus bancos. Uma troca de interesses perfeitamente bem casados. Religião, investimentos e arte estiveram assim intimamente interligados ao longo do século no qual perdurou o império bancário dos Medicis. A linhagem de banqueiros, em pouco tempo tornou- se uma dinastia real.

Cosimo, o filho de Giovanni, assumiu o comando das operações após a aposentadoria do pai e seguiram-se anos gloriosos. O sucessor ficou conhecido na Itália como o Pater patriae, o pai de sua pátria, pela sua influência política e artística em Florença. Cosimo era amigo de filósofos, pintores e arquitetos e se fazia rodear de mulheres. Sempre há risco quando se combina muitos negócios com muito prazer, mas o seu temperamento hedonista não o distraiu do objetivo principal de sua vida: ganhar mais dinheiro. Cosimo foi um dos mais importantes artífices da expansão e do enriquecimento do banco e da família nessa segunda fase de seu império financeiro.

O papel de mecenas cultural da família Medici fez de Florença o berço do Renascimento italiano, com artistas geniais como Leonardo da Vinci, Michelangelo Buonarroti, Dante Alighieri, Filippo Brunelleschi e Niccolò Machiavelli. O gosto pelas artes seria ainda mais valorizado pelo neto de Cosimo, Lorenzo, poeta e dono de um particular senso estético e cultural – ele foi um dos principais operadores de uma complexa rede de atividades culturais promovidas pelo banco. Para agradar à Igreja, Lorenzo financiou a restauração do mosteiro de São Marcos. Em troca, recebeu uma bula papal que o absolveu de seus pecados. Também pagou por San Lorenzo, a igreja da família Medici, e construiu o maior palácio particular da cidade. A essa altura, porém, as sucessivas guerras que assolavam a Europa e o crescimento do movimento contra a nobreza prejudicavam os negócios dos Medicis, identificados com esses interesses.

Os cinco Medicis

Mecenato Botticelli era um dos contratados dos Medicis.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

“Florença é pequena, dá pra fazer em 1 dia!”

A primeira parte desta afirmação pode até ser verdadeira, pois Florença conta com pouco mais de 550 mil habitantes e a maior parte do seu patrimônio histórico e artístico estão em distâncias que podem ser facilmente percorridas à pé! Mas a segunda parte é um erro dos grandes!!! Florença não é feita somente da Piazza Duomo, Piazza della Signoria, Uffizi, Accademia e Ponte Vecchio. Em 3 dias você não terá tempo nem de atravessar o Rio Arno pra conhecer Palazzo Pitti, os Jardins de Boboli e o Oltrarno!

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

“Na Toscana é tudo pertinho, dá pra fazer várias cidades em um dia só!”

Tire essa ideia da cabeça, só Firenze merece uns cinco(5) dias no mínimo.

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A maioria das estradas que interligam essas pequenas cidades da Toscana são internas, com limite de velocidade de 50 Km/h, e nem que você queira dá para ir mais rápido, pois elas são muito tortuosas. Logo, esses míseros 60 Km de distância, você irá percorrer mais de 1 hora. À parte tudo isso: slow travel. Não mais de 2 cidades por dia, combinado?

Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo
O Chianti no outono, inverno e verão.

Com isso creio que escolhemos um bom nome:  TOSCANO BRASIL,  o que você acha?

Viaje com essência e estilo, viaje TOSCANO BRASIL!

Viaje Toscano Brasil @Ahoba Viagens

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Porcelino - Firenze - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A MAIOR OBRA GÓTICA DO MUNDO

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Esta maravilha merece ser citada sempre.

D’uomo di Milano. Precisa dizer mais ?  Se você nunca foi lá, comece assim: Pegue o metrô, desça na estação D’uomo, suba as escadas na direção da Catedral, mas vá de cabeça baixa até o último degrau. Respire fundo, levante a cabeça e…

A História

1) Dimensões

O Duomo de Milão é considerada a terceira maior catedral do mundo, depois da Basílica de São Pedro no Vaticano e da Catedral de Sevilha com quase 12.000 metros quadrado de área construída.

Na parte interna, ele é alta 45 metros, larga 56,70 metros e tem 148,5 metros de comprimento.

2) Construção

A construção começou em 1386, de trás para frente, partindo da abside e “abraçando” a Basílica de Santa Maria Maggiore, que era demolida por partes e que funcionou por séculos como fachada 55. provisória do Duomo.

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Em época medieval, o canteiro do Duomo foi um dos maiores da Europa, trazendo para Milão centenas de escultores, engenheiros, arquitetos, vidraceiros e artesãos de toda o continente.

A catedral foi completada em 1813, quando foi construído a parte superior da fachada que faltava.

3) Veneranda Fabbrica Del D’Uomo di Milano

Tão antiga quanto a catedral, a Veneranda Fabbrica del Duomo di Milano é a instituição fundada por Gian Galeazzo Visconti em 1387 para cuidar das arrecadações de fundos, da construção da catedral e dos seus interesses em geral.

4) Mármore de Candoglia

O Duomo de Milão (Veneranda) é proprietária do seu próprio fornecedor de mármore (de Candoglia).

A jazida em Candoglia era propriedade da família Visconti até Gian Galeazzo doar tudo a Veneranda Fabbrica, que a explora para a manutenção da catedral até hoje (se diz que ainda tem mármore para construir uma outra catedral).

5) Subterrâneos

Parte dos subterrâneos do Duomo (em correspondência da contra fachada) conserva os restos arqueológicos da basílica romana de Santa Tecla e do batistério, também romano (sec. IV) de San Giovanni alle Fonti.

Com uma profundidade de cerca 4 metros, a área foi descoberta durante as escavações para a construção do metrô nos anos 60.

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

6) Meridiana

Na entrada da catedral, no chão, é possível ver uma linha de cobre que corta a catedral da direita a esquerda, decorada com os signos do zodíaco. É a meridiana do Duomo, um calendário solar colocado na catedral no final do século 18.

Sempre do lado direito (nave direita), no teto, é possível ver um minúsculo furo por onde a luz do sol ao meio-dia entra, marcando no chão o período do ano.

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

7) Prego Sagrado

Uma das lendas que fazem parte da história do Duomo de Milão, é a de que ele conserva um dos 3 pregos sagrados da cruz de Jesus, doado a cidade pela imperatriz Helena, mão do imperador Constantino (quando esse era imperador de Roma e a capital era Milão – sec. IV).

O prego fica na abside da catedral, onde uma luz vermelha o identifica. Todos os anos, no segundo sábado de setembro, o Cardeal Arcebispo de Milão sobe dentro de uma estrutura que parece uma nuvem, pega o prego e desce, deixando-o exposto por 2 dias para a admiração dos fiéis.

Só para constar nos registros: os pregos sagrados nas igrejas pelo mundo são mais de vinte.

8) Agulhas e Estátuas

O Duomo tem 135 agulhas, cada uma com uma estátua. Um museu de esculturas a céu aberto, a catedral conta no total (interior e exterior) com cerca de 3.400 estátuas.

A primeiríssima e única estátua por muito tempo foi a estátua Carelli, que leva o nome de um grande doador do Duomo, o comerciante de escravos Marco Carelli. A estátua fica na parte de trás, ao lado direito e é a única que segura uma espécie de bandeira. Seria o duque Gian Galeazzo Visconti nas vestes de São Jorge.

O resto da decoração, ainda que já fosse presente no projeto original, foi colocada a partir do século 19, depois da conclusão de boa parte da construção.

9) São Bartolomeu

Das 3.400 estátuas do Duomo, a que faz mais sucessos entre adultos e crianças, é uma estátua na parte de dentro, colocada no fundo da nave direita (indo em direção ao altar).

Fotografadíssima, todos se perguntam quem é aquele homem tão “musculoso”. É São Bartolomeu Apóstolo, representado em uma linda estátua renascentista do século 15 do escultor Marco Agrate, no seu doloroso martírio: ele teve a pele arrancada.

O que parece ser o manto que cai pelo seu corpo, é na verdade a sua pele. Para entender melhor a estátua, observe-a de lado e na parte de trás. É surpreendente e linda, mesmo na sua imensa crueldade.

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Você estará de frente a maior e mais bonita obra gótica do mundo…. Entre, contemple, suba na parte superior (sobre o teto), desta maravilha da humanidade. São incontáveis “gárgulas” protegendo essa imensidão. Tem uma imagem do Apóstolo São Bartholomeu que é simplesmente “amazing”. De tão bonita que a tenho tatuado na perna. Numa das vezes que estive lá um senhor me perguntou o porquê eu estava há tanto tempo admirando a estátua e eu simplesmente lhe mostrei a “tatoo”.  Imaginem:  Ele pediu para fotografar pois tinha um irmão que era devoto de São Bartholomeu e que jamais acreditaria na história que alguém tinha esta tatuagem, só enviando a foto para um amigo…..

10) Madonnina

Muito devotos de Nossa Senhora, os Visconti dedicaram a nova catedral da cidade a ela. A enorme estátua de bronze folheada a ouro que brilha sobre a cidade e é colocada na agulha maior, é a milanesíssima Madonnina.

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

No alto da D’uomo temos tão somente a ” – Padroeira di Milano (Madonnina), zelando pela “Pátria mia”.

Tão importante como símbolo da cidade como a própria catedral, a ela os milaneses dedicaram uma conhecida música em dialeto e até uma regra que dizia que nenhum prédio poderia ser mais alto do que a Madonnina em Milão.

Uma árvore gótica negra no interior desta imensa Igreja:

Árvore Gótica - D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Bom galera, o negócio é ir à Milano e apreciar esta maravilha do mundo moderno.

Por vim uma vista da D’uomo á noite e vale lembrar que ela é feita (só) de 100% mármore…

D'Uomo - Milão - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Vale Nevado - Chile - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

SIENA – ITÁLIA: ECOS MEDIEVAIS

Duomo - Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

SIENA! Cercada por campos de oliveiras e parreirais, encantadora por sua arquitetura gótica, pequena em tamanho: Aproximadamente 30 mil habitantes, espalhados em 118 quilômetros quadrados de território total, mas com centro urbano em tamanho exato para ser desbravado a pé. A Siena das vielas que transpiram história, enfileiram floreiras nas janelas e obras de arte nas ruas e nos museus é uma das mais belas cidades medievais da Itália.

Piazza del Palio - Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Epicentro turístico e da vida local, a Piazza del Campo acolhe os visitantes e os moradores que se acomodam ao ar livre quando o tempo está bom. Há cafés com mesinhas na calçada e restaurantes. Sentar ali é admirar a história local de camarote. A praça foi erguida em meados do século 12 sob ordem do Consiglio dei Nove, um grupo de burgueses em guerra com os senhores feudais da ocasião, no exato ponto onde antes existia um mercado romano.

Em 1346, a praça ganhou a Fonte Gaia na parte mais elevada. Ficam ali os painéis que reproduzem a mítica cena da criação da Itália, a da loba que amamentou os gêmeos Rômulo e Remo. São reproduções: os originais, feitos por Jacopo della Quercia no início do século 15, foram levados ao Complesso Museale Santa Maria della Scala, outra visita interessante.

Piazza del Palio - Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Na parte baixa da Piazza del Campo, o Palazzo Comunale é uma linda construção em estilo gótico de 1297, onde funciona a prefeitura. E também um imperdível mirante: a Torre del Mangia deixa ver a cidade de uma altura de 102 metros, mas cobra seu preço em euros (€ 8) e em disposição física. É preciso subir 500 degraus, em grupos de 30 turistas por vez, o que pode demandar alguma paciência para esperar a vez.

Também no perímetro da praça central está o Museo Civico (€ 8), que, diferentemente dos demais, possui afrescos que foram encomendados pelo governo. Por isso, seus desenhos retratam não as tradicionais cenas religiosas, mas acontecimentos históricos, como a campanha de unificação da Itália. Entre as obras-primas do museu destaca-se Maestá, de Simone Martini. Concluída em 1315, é a primeira obra do pintor, que mostra a Virgem cercada por santos e anjos.

Duomo - Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Em verde, branco e vermelho, a fachada do Duomo, projetada por Giovanni Pisano, destaca filósofos e profetas do século 13, quando a catedral começou a ser construída (em 1215). É considerada obra-prima da arquitetura gótica italiana.

Duomo - Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O passeio é outro dos fundamentais e repletos de referências visuais do que se deve fazer em Siena. No interior, 56 painéis decorados por 40 artistas, produzidos durante cerca de dois séculos, tratam de temas históricos e bíblicos. Na Libreria Piccolomini, salão erguido para receber os livros que pertenceram ao Papa Pio II, afrescos pintados entre 1502 e 1507 mostram episódios da vida do então pontífice.

Mais de cem anos depois da construção original, o governo local decidiu ampliar a catedral para transformá-la em uma das maiores igrejas italiana. Surgiu, então, o Duomo Nuovo, que não foi concluído por causa da peste negra, que assolou a Europa a partir de 1348.

Também faz parte do complexo o Museo dell’Opera, um dos museus privados mais antigos da Itália. Nele estão as imagens originais que enfeitavam a catedral. Uma observação atenta revela distorções e inclinações: as imagens foram projetadas para serem vistas de outro ângulo, a partir do chão.

Palio di Siena - Toscana - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Entre bairros. A tradição começou no meio do século 17. Para celebrar uma suposta aparição da Virgem Maria pelos arredores, criou-se uma corrida de cavalos que ocupa a Piazza del Campo em 2 de julho e 16 de agosto.

Participam do Palio de Siena representantes de 10 dos 17 bairros (ou paróquias) da cidade, que disputam a posse de um estandarte de seda enfeitado com seus símbolos próprios. Primeiro, desfilam em trajes históricos; depois, dez cavaleiros e seus cavalos galopam, em alta velocidade, por uma pista de terra instalada para a corrida.

Trata-se do principal evento turístico da Toscana. No dia da festa, é preciso chegar à praça com quatro a cinco horas de antecedência. Para ver de camarote do terraço de um dos cafés, o assento chega a custar 400 euros, com reserva feita via agências de turismo da cidade cerca de um ano antes.

DICAS DO BLOG

Piazza del Campo

Piazza del Campo é única, com sua forma da concha, que abraça o resto da praça e seus edifícios símbolo. A Piazza del Campo acolhe, duas vezes por ano (em 02 de julho e 16 de agosto), o famoso Palio di Siena, um evento emocionante e o mais esperado por todos os cidadãos em Siena.

Na praça, você pode admirar a Fonte Gaia, a maior fonte da cidade originalmente decorada com esculturas de Jacopo della Quercia. A fonte, como podemos ver hoje é uma cópia feita em mármore de Carrara, que é muito mais forte do que o mármore do Montagnola usado por della Quercia. A antiga Fonte Gaia ha foi restaurada e é visível dentro do complexo de museus de Santa Maria della Scala.

Museo Civico

Entre os edifícios na Piazza del Campo, eu indico a visita ao Palazzo Comunale (ou Palazzo Pubblico, que é a Câmara Municipal da cidade) e a Torre del Mangia. O imponente Palazzo Comunale, abriga o Museu Cívico com várias obras-primas de artistas de Siena, incluindo a bela Maestà de Simone Martini e do ciclo de afrescos chamado “Bom e mau governo” de Ambrogio Lorenzetti. Ambos são bastante interessantes e você não pode perder!

Para aqueles que querem visitar tanto o Museu Cívico e Santa Maria della Scalla, eu recomendo comprar o bilhete combinado (disponível somente na bilheteria da Torre), que custa € 13.

Torre del Mangia

A Torre del Mangia, com 87 metros de altura, oferece uma das mais belas vistas da cidade. A subida pode ser um pouco cansativa, são 500 degraus, um pouco íngremes e estreitos, mas a vista de 360° no topo da torre é realmente espetacular e vale a pena o esforço para alcançar o topo.

Para aqueles que querem visitar tanto o Museu Cívico e a Torre del Mangia, eu recomendo comprar o bilhete combinado (disponível somente na bilheteria da Torre), que custa € 20.

Duomo di Siena

A partir daqui, o nosso passeio de Siena continua para o precioso Piazza del Duomo. Aqui você vai desfrutar de alguns dos mais magníficos tesouros do Siena, que eu recomendo que você visitar : a Catedral, a cripta e a Biblioteca Piccolomini.

Para visitar estes Monumentos compre o passe OPAS, um bilhete cumulativo que lhe permite visitar: a Catedral, a Cripta, a Biblioteca Piccolomini, o Batistério e do Museu da Opera del Duomo, onde você pode apreciar a vista da cidade, economizando mais de de 50% em bilhetes individuais.

Recentemente, um novo itinerário no interior da Catedral foi aberto, chamado de “Porta del Cielo”,  que lhe permite fazer uma visita guiada da Catedral a partir do topo, desfrutando de uma vista verdadeiramente extraordinária.

A rota é incluída no bilhete cumulativo chamado OPA Pass+. Sugerimos reservar com antecedência durante os meses de verão.

Siena - Toscana - Itália - Duomo - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Libreria Piccolomini

A Biblioteca Piccolomini, e fica dentro da Catedral. É dedicada ao Papa Pio II, notável pela riqueza por causa dos seus afrescos pintados por Pinturicchio e seus seguidores, incluindo Rafael Sanzio no início de 1500. Dentro da biblioteca, você pode admirar afrescos verdadeiramente extraordinários nas paredes, mas também no teto, brilhando por causa uso abundante de ouro.

Admire a mestria da perspectiva nas colunas pintadas que emolduram cada cena e nos fundos. As paredes são divididas em 10 cenas que representam diferentes fases importantes na vida do Papa Pio II, como embaixador dos tribunais europeus, prestando homenagem ao novo Imperador e depois para o Papa doente, apresentando Eleonora ao Imperador Frederick III, tornando-se Cardeal e depois Papa.

A Biblioteca Piccolomini é uma verdadeira jóia que você realmente não pode perder quando estiver em Siena.

Batistério

O Batistério é dedicado à São João e foi construído em 1300, quando decidiu-se ampliar o Duomo. O Batistério, tem a entrada da Piazza San Giovanni, e é facilmente reconhecível por sua fachada em mármore incompleto. O interior do Batistério é lindamente decorado com um ciclo de afrescos realizados por alguns artistas de Siena do Renascimento. A obra-prima mais preciosa preservada dentro do Batistério é sem dúvida a fonte  batismal criada por alguns dos maiores escultores da Renascença: Jacopo della Quercia, Lorenzo Ghiberti e Donatello.

Museo dell’Opera del Duomo

O Museo dell’Opera reúne esculturas, pinturas e manufaturas de artistas seneses, além de artigos religiosos usados em missas. Destaque para a Rosa d’Ouro (1658), de Gianlorenzo Bernini, e Il Sono della Innozenza, de Giovanni Dupré. Na Sala Duccio, podemos ver várias pinturas religiosas que datam desde 1200. Mais adiante, fica a Madonna con il Bambino detta Madonna del Perdono, de Donatello.

Na saída do museu, uma surpresa agradável: a Galleria delle Statue, com várias estátuas, a maioria de Giovanni Pisano, do século XIII. Há ainda um vitral de Duccio, feito também no século XIII, que pertenceu à catedral de Siena e é uma das maiores obras do artista. O espaço onde funciona a loja do museu foi uma igreja chamada Chiesa di San Niccolò in Sasso. O ingresso para o Museo dell’Opera e Facciatone custa € 7.

Já o ingresso combinado para Museo dell’Opera, Facciatone, Duomo, Biblioteca Piccolomini, Batistério e Criptas custa de € 8 a € 12, dependendo da época do ano. Pode-se fazer reservas de ingressos pelo site e pelo telefone.

Viaje para Siena conosco! Saiba mais:

www.toscanobrasil.com.br

www.facebook.com/toscanobrasil

Viaje Toscano Brasil @Ahoba Viagens

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Vale Nevado - Chile - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

MALA IDEAL PARA UMA JORNADA IMAGINÁRIA

Mala de Viagem - Viagem Imáginária - Erbario Toscano - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Sonhar não custa nada, certo? Então sempre sonhe alto, algo muito bom, além das expectativas!!!

Se você quer ter um carro do tipo HB-20, sonhe em ter uma BMW ou Maserati, pois se você sonhar com o HB-20 talvez você consiga comprar um Fiat Uno, mas se você sonhar com uma BMW, Ferrari ou Maserati, com certeza você conseguirá seu HB-20 ou muito mais.

VOCÊ É DO TAMANHO DOS SEUS SONHOS!!!

Agora, vamos sonhar com uma jornada imaginária, então preparamos para vocês algumas malas já arrumadas com tudo o que você irá precisar nesta viagem e principalmente, abastecida com produtos do nosso Patrocinador:

Erbario Toscano

Agora vamos parar de falar para você viajar nas imagens e sonhar. BON VOYAGE!!!

Mala de Viagem - Viagem Imáginária - Erbario Toscano - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Mala de Viagem - Viagem Imáginária - Erbario Toscano - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Mala de Viagem - Viagem Imáginária - Erbario Toscano - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Mala de Viagem - Viagem Imáginária - Erbario Toscano - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Londres - Grã-Bretanha - Inglaterra - Reino Unido - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

VATICANO – O VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE VER

Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O Vaticano é imenso, mas existem atrações que não podemos deixar de conhecer.

Baldaquino de Bernini

No encontro da nave com o transepto da Basílica de São Pedro, exatamente sob a massiva cúpula de Michelangelo, um elegante dossel de bronze cobre o altar papal. Ainda mais importante, ele marca o túmulo onde está sepultado Pedro, o pescador da Galileia que tornou-se o primeiro papa. Projetado por Bernini sob encomenda de Urbano VIII, ele utilizou bronze vindo das portas do Panteão em sua fundição. Não deixe de ver os belos efeitos de luz que atravessam as colunas salomônicas.

Baldaquino de Bernini - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O juízo final de Michelangelo

O afresco que cobre a grande parede da Capela Sistina] é singular. A imagem de Jesus musculoso, poderoso e sem barba, é de tirar o folego. Este afresco reflete a atmosfera de incerteza do seu tempo , após o saque de Roma de 1527. Apocalítico e um tanto severo.

Juízo Final - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Teto da Capela Sistina

No centro a mais admirada pintura (Reconciliação do Homem com Deus). É proibido fotografar, mas conseguimos (foto do nosso acervo particular).

Capela Sistina - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Galeria dos Mapas

Ao adentrar o segundo andar dos Museus do Vaticano, um dos primeiros salões a serem visitados é um grande corredor, com tetos e paredes tomados por afrescos de mapas e momentos históricos da Igreja. Por suas janelas é possível espiar parte dos jardins.

Pietá de Michelangelo - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Pietà de Michelangelo

A maioria dos turistas que vai a Basílica de São Pedro, segue direto em busca de Pietà. A magnifica estatua de Maria com Cristo morto é uma poderosa plasticidade. Depois de um atendado, a estátua esta protegida com uma parede de vidro. Fica logo a direita da entrada.

Cúpula de Michelangelo - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Cúpula de Michelangelo

O magistral domo que cobre o Baldaquino é obra de Michelangelo, seguindo técnicas utilizadas no Panteão de Roma e na Catedral de Florença, de Brunelleschi. A lanterna superior é de inigualável leveza, enquanto sua escala é simplesmente monumental. Note os mosaicos que representam os evangelistas, sobre as gigantescas colunas: somente a pena na mão de São Lucas tem cerca de 1,5 metro.
O domo é iluminado por 16 janelas e uma lanterna central sobre o óculo.

Escadarias de Giuseppe Mormo - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Escadarias de Giuseppe Mormo

Muito antes de Frank Lloyd Wright conceber sua galeria em rampa no icônico museu Solomon R. Guggenheim de Nova York, Giuseppe Mormo desenhou esta escadaria estupenda em espiral, nos Museus do Vaticano. Na realidade, são duas escadas: uma que sobe e outra que desce, feito uma molécula de DNA. A forma orgânica e funcional é uma das últimas adições ao Vaticano, levantada na década de 1930.

Maosoléo do Vaticano - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Maosoléo do Vaticano

Entrada (totalmente proibida e 24h protegida), para o Maosoléo. Onde há 70 m de profundidade está enterrado o Primeiro “Papa” – São Pedro => A Pedra Fundamental (foto do nosso acervo particular).

Biblioteca do Vaticano - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Biblioteca do Vaticano

Com mais de 150 mil volumes, a Biblioteca Apostólica guarda alguns dos mais preciosos livros, documentos, cartas e registros escritos do Ocidente. Após uma extensa reforma para modernização, melhoria das condições de conservação e segurança e recuperação dos afrescos da Sala Sistina (foto; não confundir com a Capela Sistina, ambas construídas sob ordens do papa Sisto IV), ela está novamente aberta ao público. Ao menos, em termos. A rigorosa permissão de acesso à biblioteca de Nicolau V, inaugurada no século 15, só é dada, na maioria das vezes, a acadêmicos e pesquisadores.

Colunata de Bernini - Praça de São Pedro - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Colunata de Bernini, Praça de São Pedro

Abraçando a Praça de São Pedro, onde um obelisco egípcio pousa em seu centro, há duas séries semicirculares de imensas colunas dóricas. São 284 no total, acompanhadas por 140 estátuas instaladas no topo dos longos corredores. Além da monumentalidade do conjunto, o mais interessante por aqui é observar o vai e vem de pessoas. Sacerdotes e noviços apressados, turistas embasbacados, todos se apequenam na grande praça.

Escola de Atenas, nas Salas de Rafael

Sem querer, muita gente deixou de ver esta obra-prima. Tal é a profusão de afrescos, quadros, esculturas e objetos históricos nos Museus do Vaticano que a Escola de Atenas, de Rafael, pode passar despercebida. Ela está na Stanza della Segnatura, um dos quatro cômodos encomendados pelo papa Júlio II com pinturas do mestre renascentista, originalmente utilizada como sua biblioteca.

A pintura retrata alguns personagens-chave da filosofia e pensamento clássico gregos: Platão, Sócrates, Pitágoras, Diógenes e Aristóteles, entre outros. O próprio Rafael se incluiu na obra.

Na mesma sala também está outra obra marcante, A Discussão do Santíssimo Sacramento, produzida entre 1508 e 1511.

Papa Francesco - Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Ver o Papa

Não é nada difícil ir a Roma e ver o Santo Padre. As celebrações litúrgicas, na Basílica de São Pedro, necessitam de convites e acontecem de duas a quatro vezes ao mês, em intervalos irregulares. Já o Angelus, aberto ao público, é promovido todos os domingos e em algumas ocasiões especiais, na Praça de São Pedro.

Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Vaticano - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Dica Toscano Brasil

Compre o ingresso com o seu agente de viagem para não enfrentar horas na fila, chegue cedo para poder conhecer com calma o Vaticano.

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Ghirardelli - Estados Unidos - EUA - Destino Chocólatras - Chocolate - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

NA iTÁLIA, 1/3 DOS GASTOS É COM ALIMENTAÇÃO

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

E diga-se de passagem, vale muito a pena…

Quase um terço das despesas de férias de turistas e locais na Itália está relacionado à alimentação, incluindo restaurantes, pizzarias e produtos típicos regionais, totalizando quase 11 bilhões de euros em gastos.

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

É o que afirma um estudo da Confederação Nacional de Cultivadores Diretos (Coldiretti), apresentado no pavilhão “No Farmers No Party”, na Expo Milão 2015. Entre todos os elementos que envolvem uma viagem, do transporte à hospedagem, dos serviços de entretenimento aos culturais, a qualidade dos alimentos na nação europeia é o item que obtém a nota mais alta dos turistas.

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Restaurante na Piazza D’Uomo di Milano.

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Bar na Praça Central de Siena

Segundo a Coldiretti, a Itália conquistou a liderança mundial no turismo enogastronômico graças a 4.886 produtos tradicionais de todas as suas regiões, 272 especialidades com Denominação de Origem Protegida (DOP), 415 vinhos com Denominação de Origem Controlada (DOC) e quase 21 mil pontos de turismo rural.

“Esse é o resultado do trabalho de unir gerações de agricultores empenhados em defender a biodiversidade do território e as tradições alimentares. Trata-se de um bem comum e de um patrimônio também cultural que a Itália pode hoje oferecer com orgulho por ocasião da Expo”, afirmou o presidente da Coldiretti, Roberto Moncalvo.

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Clássico Chianti di Grevi (feito com uvas rústicas da Toscana).

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Ristorante I Musicisti (Lucca – Itália) => Pasta e Vino o Birra: € 12.00

Sempre que viajamos evitamos restaurantes de “turista”. Nada como conhecer lugares onde a população do local tem o hábito de frequentar.

Em Firenze, descobrimos um restaurante em uma viela que serve uma sopa de cebola inesquecível!

Em Roma, nos perdemos e conhecemos uma senhora romana, que nos apresentou uma venda de produtos locais (queijo, vinho, salame, presunto cru…) melhor do que muito restaurante 5 estrelas de São Paulo.

O melhor de qualquer viagem é o que comemos e conhecemos, pois ninguém pode roubar, não fica velho, não tem como perder… #partiuviagem

Itália - Gastronomia - Alimentação - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Este é um restaurante, Panino, que encontramos em nossa primeira viagem a Milano (02/2010), e em 2014 quando voltamos visitamos novamente o lugar: restaurante com preço justo! Pranzo: € 9.00.

Milão - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Outra dica: se a viagem for em família prefira ficar hospedado em “flats”, faça uma compra no supermercado e divirtam-se.

Fonte: Nossas Viagens e UOL Comidas e Bebidas

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Londres - Grã-Bretanha - Inglaterra - Reino Unido - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

FONTANA DI TREVI É REINAUGURADA EM ROMA

Fontana di Trevi - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

Roma e seus milhares de turistas reencontraram nesta quarta-feira (09/03) todo o esplendor de um dos monumentos mais emblemáticos da cidade, a Fontana di Trevi, restaurada após 16 meses.

Na data de reabertura, os curiosos já se reuniam desde cedo ao redor do monumento para conferir o resultado final do trabalho, iniciado no dia 30 de junho de 2014. Patrocinado inteiramente pela grife Fendi, o projeto dos arquitetos Gian Lorenzo Bernini e Nicola Salvi incluiu novas bombas e um sistema para evitar a presença de pombos. Além disso, a construção também sofreu uma grande limpeza nas estátuas de mármore e ganhou nova iluminação.

Às cinco horas da tarde em Roma, as luzes da fonte foram acesas pelos estilistas que representam a marca de roupas italianas que financiou os mais de dois milhões de euros gastos na restauração.

A cada ano, quase 1 milhão de euros em moedas são recuperados na fonte e doados a instituições de caridade.

Um dos lugares mais fotografados do mundo

Inaugurada em 1735, a obra de Nicola Salvi, baseada em um projeto de Bernini, é a fonte monumental barroca mais célebre de Roma e uma das mais famosas e fotografadas do mundo.

Típica obra barroca, a fonte, conectada a um aqueduto fora de Roma, tem 26 metros de altura por 20 metros de largura.

Durante toda a restauração, e para evitar decepcionar os milhares de turistas, uma ponte foi montada e uma pequena fonte foi instalada para recolher as moedas.

A restauração envolveu um reparo completo no monumento, incluindo a limpeza das estátuas de mármore travertino e a troca das inscrições douradas em latim.

Fontana di Trevi - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O nome da fonte barroca Trevi vem de “tre vie” (três vias), pois a fonte está localizada entre três ruas que dão acesso à praça.

A fonte contém várias referências alegóricas à água e fica localizada no fim de uma rede antiga de aquedutos da cidade.

Viaje para Roma com essência e estilo, venha com a gente!

www.toscanobrasil.com.br

toscano_brasil

E-mail: sp.toscanobrasil@ahobaviagens.com.br

A gente se vê por aí, em algum lugar do Universo!!!

Bacio!

Rey & Ká

Fontana di Trevi - Roma - Itália - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

O SEGREDO DO NOVO FILME….

 

Sabemos que muita gente já leu o livroINFERNO de Daw Brown Inferno_livro, certo ?

Obs.:-  Enquanto passamos por Firenze e Istambul e fazíamos algumas destas fotos vimos a Equipe de filmagem fazendo alguns “takes” do filme com o ator TOM HANKS, ou seja, estávamos juntos destas belas paisagens !!!

O que vamos mostrar são alguns lugares onde se passa a trama, como por exemplo: Em Firenze os espetaculares Jardins de Boboli, atrás do Palazzo Pitti e as Cisternas em Istambul, próximo a Mesquita Azul (Sultanahmet).

E vale o “clichê” =>  Uma imagem vale mais que mil palavras, vamos lá :

FIRENZE –  Santa Maria Del Fiore (D’uomo di Firenze) Ponte Vecchio / Galeria Del Uffizi / 

FirenzePonte VecchioGaleria Del Uffizi

   Lucca - Firenze - Itália - Toscana - Roteiros Personalizados - Viagens - Turismo - Essência e Estilo

FIRENZE  –  Palazzo Pitti / Gruta Medici 

Palazzo PittiGrotte de Buontalenti - MediciGruta Bernardo Medici

FIRENZE  –  Palazzo Pitti / Gruta Medici 

Palazzo Pitti InteriorPalazzo Pitti Interior 2Interior da Gruta Medici

FIRENZE  –  JARDINS DE BOBOLI

Jardins de Boboli IJardins de Boboli IIJardins de Boboli III

Agora vamos para Istambul – Turquia  !!!

ISTAMBUL  –    Mesquita Azul / Sultanahmet

 

MÊDO:  NA PRIMEIRA FOTO (ABAIXO), EU E MINHA FAMÍLIA ESTÁVAMOS EXATAMENTE ONDE ESTE ANO, INFELIZMENTE HOUVE OUTRO ATENTADO TERRORISTA COM UM HOMEM BOMBA QUE VITIMOU (ENTRE OUTROS), TURISTAS ALEMÃES…

DSC00100DSC00131DSC00155

ISTAMBUL  –    Mesquita Azul / Sultanahmet

DSC00138DSC00204DSC00200

ISTAMBUL –  AS  Cisternas

DSC00214DSC00217DSC00215

ISTAMBUL –  AS  Cisternas (Medusa de lado e de frente => Mistérios  !!!)

DSC00222Cisternas Medusa de FrenteCistenas Medusa de Lado

A gente se vê em algum lugar do Universo  !!!!

Bacio,

Ká & Rey  (e o “Porcelino”  em Firenze) 

000159